Direção9.5
Direção de Arte10
Elenco10
Fotografia10
9.9Total
Reader Rating: (0 Votes)
0.0

A Marvel deu início ao seu Universo Cinematográfico em 2008 com o filme Homem de Ferro. Desde lá até os dias atuais, já foram lançados onze filmes. Doze se contarmos com o filme do Homem Formiga que estreará ainda este mês. A Marvel já tinha criado a série Agentes da S.H.I.E.L.D.. Contudo, como o próprio nome diz, ela é voltada para os agentes da S.H.I.E.L.D.. Não havia antes uma série sobre super-heróis. Mas foi então que a Marvel e a Netflix se juntaram para criar a série do Demolidor. Daí por diante foi somente alegria para os fãs.

A série conta a história do advogado Matthew Murdock (Charlie Cox), que por sua vez é cego, que ao lado do seu sócio e velho amigo de faculdade, Foggy Nelson (Elden Henson) se juntam com a Karen Page (Deborah Ann Woll) para destruir a rede de crimes comandada por Wilson Fisk, o Rei do Crime (Vicent D’Onofrio). Quando a noite cai, Matt Murdock deixa seu terno de lado e dá vida ao vigilante denominado Daredevil, ou como na patética tradução ao português, Demolidor.

deredevil-poster-oficial-netflix-marvel-01

Se você já viu aquele terrível filme do Demolidor protagonizado pelo bem Affleck em 2003, pode tirá-lo totalmente da memória. Até porque, em minha opinião, o Charlie Cox é um ator bem melhor do que o Bem Affleck, mas isto é só uma opinião, claro. A série dá um banho neste filme!Ela chega a te deixar sem ar de tão boa que é! O roteiro é bem construído e não tenta contar toda a história do personagem de uma vez só, mas vai a contando aos poucos.

Esta série também faz parte do universo cinematográfico da Marvel. Os acontecimentos dela se passam depois dos eventos do filme “Os Vingadores”.

O início da série tem um ritmo lento. Chega a ser entediante, mas você já consegue notar a atmosfera pesada da cidade de Hell’s Kitchen. Logo de cara já é mostrado como o Matt Murdock perde a visão. Foi uma boa sacada da Netflix e da Marvel, pois desta forma eles ganham tempo e deixam o público ciente de como o Matt ficou cego.

Após isso, a série começa a ganhar mais ação e pancadaria. Os personagens principais vão aparecendo e você consegue entender melhor como tudo funciona na cidade. Tudo isso também é mérito da boa fotografia utilizada no filme e da excelente direção de arte! Criar um clima urbano pesado deixou a série com um ótimo aspecto!

Diferente de algumas séries por aí, o elenco está muito bem entrosado! As atuações convencem e você tem ali o suficiente para amar os mocinhos, odiar os vilões e dividir as angústias do protagonista, Matt Murdock.

OBS: A vinheta da série é maravilhosa!

ATENÇÃO: ALGUNS SPOILERS PODEM SER DADOS A SEGUIR. CASO VOCÊ AINDA NÃO TENHA ASSISTIDO A TODOS OS TREZE EPISÓDIOS DA SÉRIE, RECOMENDO QUE NÃO TERMINE DE LER ESTA COLUNA.

uniforme repto

A série mostra com muita cautela a relação que Matt tinha com seu pai. Aquela cena em que ele faz com o máximo de cuidado os pontos no super cílio de seu pai é muito bonita. Sem falar em como ele comemora a vitória de seu pai.

Fica claro que a morte de seu pai é uma das coisas que o motiva a lutar contra a corrupção na cidade. Seu pai era um bom homem. Apenas precisava de dinheiro. Entretanto, não queria mais decepcionar seu filho. Então decidiu vencer a luta só para que seu filho o visse como um campeão, ao menos uma vez.

Depois dessa decisão nobre, porém imprudente, o pai de Matt é assassinado. Achei muito bonita a cena em que o Matt, ainda criança, apóia a cabeça sobre o peito de seu pai e começa a chorar. Heróis são construídos de bravura. Os que possuem além da bravura os traumas, já são os anti-heróis. E acho que podemos encaixar nosso herói nesse posto.

Ele é católico. Isso já é mostrado logo no primeiro episódio. Seus atos ao longo da série acabam criando um conflito religioso dentro dele. Sua religião condena a violência, mas ela é a única maneira de salvar a cidade. Mas não só isso, Matt ainda admite gostar do que faz, assim como o diabo gosta da violência. Daí o nome “Daredevil”. Em uma tradução literal seria algo como “demônio ousado”. Mas se o nome original do Batman foi mantido, por que alterar o do Daredevil? É bem melhor do que Demolidor, e faz até mais sentido.

A Netflix e a Marvel mandaram bem em mostra o passado traumatizante do Rei do Crime. Isso impede que o personagem seja taxado como um louco psicopata. Alguém que mata por matar. É claro que isso não foi uma tentativa de justificar os atos do vilão, mas serviu para mostrar suas motivações.

Um pouco depois da metade da série, se não me engano, ele diz que usa aqueles “botões” (perdoem-me, não sei o nome daquilo e não consegui um melhor) de seu pai para lembrá-lo de como a cidade precisa de alguém melhor.

Como o Ben Urich (Vondie Curtis-Hall) diz, como se derruba alguém que controla tudo? Um homem assim é derrubado pelo seu lado emocional. Foi exatamente por isso que o Leland (Bob Gunton) e a Madame Gao (Wai Ching Ho) tentaram matar a Vanessa (Ayelet Zurer). Não deu certo, mas abalou o grande mafioso.

O Demolidor utiliza um uniforme negro em quase toda a série. Esse uniforme foi baseado nos quadrinhos do Frank Miller, que já escreveu para a Marvel. Ele é conhecido por usar tons sombrios. Como podemos ver em Sin City e Batman: O Cavalheiro das trevas Ressurge (parte 1 e 2).

Aquele plano mostrando a Karen olhando para fora da janela do apartamento do Matt enquanto a luz roxa a ilumina é simplesmente fantástico! E lindo também. Fiquei muito contente de a Netflix ter mantido esse tom sombrio e, consequentemente, afastado a série dos filmes.

Quando eu digo afastado, quero dizer que a proposta da série é totalmente diferente. O humor é leve, para não quebrar o clima pesado. Diferente dos filmes da Marvel que parecem ter a incrível necessidade de inserir uma piada em toda cena.

A segunda temporada da série tem previsão para ser lançada em 2016. Para ela está confirmado o anti-herói Justiceiro que será interpretado pelo ator Jon Bernthal, que ficou conhecido por interpretar o personagem Shane na série The Walking Dead. É possível que a Elektra também apareça na próxima temporada. Alexandra Daddario, que interpretou a semideusa Annabeth na franquia Percy Jackson, é a favorita para o papel.

daredevil-on-netflix

O Justiceiro é conhecido por seguir o lema “os fins justificam os meios”. Ele está determinado a limpar Hell’s Kitchen da corrupção e violência da maneira que for necessária. Por outro lado, o Demolidor tem a filosofia de usar a lei a seu favor, então e não mata nem o pior de seus inimigos. A chegada do Justiceiro vai causar uma reviravolta na série, e não espere que eles se unam no mesmo objetivo.

Por fim, não há nada que se possa reclamar dessa série. Para quem não sabe a Netflix, também em parceria com a Marvel, lançará mais três séries, sendo elas Jessica Jones, Luke Cage e Punho de Ferro. Ao todo, os heróis formarão a equipe intitulada “Os Defensores”. Se a Netflix continuar neste pique, não há dúvidas de que muita coisa boa ainda vem pela frente!

 

About The Author

Crítico de Cinema

Escritor que sofre de amnésia, cronista, músico, fã de cinema, futuro roteirista, amante de todo tipo de arte e... o que eu ia falar? Oh, droga.