Direção5
Roteiro4
Produção6.5
Elenco8
6.5Nota Final
Reader Rating: (0 Votes)
0.0

Título Original: Scouts Guide to the Zombie Apocalypse

Direção: Christopher Landon

Roteiro: Carrie Lee Wilson, Emi Mochizuki e Christopher Landon

Elenco: Tye Sheridan, Logan Miller, Joey Morgan, Sarah Dumont, Halston Sage, David Koechner

Produção: Bryan Brucks, Andy Fickman, Todd Garner e Betsy Sullenger

Gênero: Comédia/Terror

Estreia Mundial: 30 de Outubro de 2015

Estreia no Brasil: 12 de Novembro de 2015

Duração: 93 minutos

Classificação Indicativa: 14 Anos

Scouts-Guide-to-the-Zombie-Apocalypse-e1440097493607

Se tem uma coisa que eu gosto em filmes é a sinceridade dos produtores para com a sua produção. Enquanto tem uns por ai que querem levar a sério o que já caiu na galhofa (não vou citar nomes), existem outros que assumem a bizarrice, aproveitando para usar isso em seu favor. É o caso de fitas como Zumbilândia e da trilogia icônica do Edgar Wright, iniciado por Todo Mundo Quase Morto. Seguindo essa linha chega a mais nova empreitada do diretor Christopher Landon (de algum dos cinco mil Atividade Paranormal): Como Sobreviver a Um Ataque Zumbi.

A história é basicamente a mesma da maioria dos filmes envolvendo Zumbis: o vírus acaba se espalhando acidentalmente por toda uma cidade. Em função de estarem em um acampamento, o grupo de escoteiros composto por Ben (Tye Sheridan), Carter (Logan Miller) e Augie (Joey Morgan) acaba se safando da infecção e necessita encontrar maneiras de se livrar dessas criaturas. E aí que começa a coletânea de bizarrices e palhaçadas que a situação acaba impondo aos jovens.

SCOUTS VS. ZOMBIES

O ponto alto do filme são as tiradas cômicas com a cultura pop em geral, passando por um zumbi fã Britney Spears até chegar em um momento hilário de um faxineiro dançando Black Widow. Ademais, as referências a outras produções do gênero, passando inclusive por games e até séries de TV, corroboram ainda mais com as piadas. Sim, elas são de gosto duvidoso, beirando o escatológico; convenhamos, contudo, que lidar com zumbi sem causar nojo ou alguma repulsa é deveras complicado.

Por outro lado, o longa falha na construção de algumas sequências envolvendo cenas mais dramáticas ou românticas. Por mais que elas não ocupem muito tempo de tela, chega a ser entediante – não por destoarem do resto da película, mas, principalmente, por serem mal executadas. Outro equívoco está na direção e na fotografia. Os enquadramentos de Christopher Landon não aproveitam os zumbis, descartam atuações e, especialmente, falham em momentos que deveriam dar tensão. O mesmo pode ser dito da direção fotográfica de Brandon Trost que pouco se adapta aos acontecimentos. Parece que ele aplicou um default e colocou pra rodar durante toda a projeção.

SCOUTS VS. ZOMBIES

Por fim, Como Sobreviver a Um Ataque Zumbi é um filme estúpido, idiota e com uma história porca, entretanto conta com personagens e atores carismáticos e, sobretudo, com piadas que funcionam pelo seus absurdos e quebras com o que estamos acostumados a ver nas comédias normais. Não, não é um Todo Mundo Quase Morto, mas é um tentativa bastante válida.

TRAILER LEGENDADO

About The Author

Editor-Chefe e Crítico de Cinema

Estudante de Direito e apaixonado pelo universo da sétima arte. Encontra no cinema uma forma de troca de experiências, tanto pelas obras que são apresentadas, quanto pelas discussões que cada uma traz. Como diria Martin Scorsese "Cinema é a importância do que está dentro do quadro e o que está fora".